Os 7 maiores erros do fisiculturismo e suas consequências …

Os 7 maiores erros do fisiculturismo e suas consequências …

O fisiculturismo é quase uma espécie de ciência. É ainda mais importante evitar erros que você, como fisiculturista, possa encontrar no dia a dia da academia. Saber sobre esses erros o ajudará com antecedência para evitar desvios bruscos, absurdos e às vezes desnecessários. No entanto, este artigo não é apenas interessante para iniciantes, mas também para atletas avançados que já estão no meio dele e querem verificar se estão seguindo consistentemente todos os conselhos!

Erros de treinamento podem ter consequências graves:

  • Falta de sucesso
  • Perda de músculo / perda de força
  • Lesões nos músculos, articulações, etc.
  • Excesso de tensão com sintomas de sobrecarga (infecções frequentes, estresse, irritabilidade, distúrbios do sono …)
  • Overtraining com todas as suas consequências

Os erros mais comuns no treinamento

Erro # 1 – Não treinar de acordo com o tipo de corpo

Cada pessoa é diferente e cada sessão de treinamento deve ser projetada de forma diferente. Você deve se informar de forma abrangente sobre a qual tipo de corpo você pertence . Você é o hardgainer que acha muito difícil ganhar peso ou é naturalmente uma daquelas pessoas que já tem muita massa muscular e ao mesmo tempo tem poucos depósitos de gordura no corpo? Se você não sabe exatamente a que tipo de corpo pertence, então seu treinamento é como um monte de suposições. Na pior das hipóteses, você ficará constantemente doente por excesso de treinamento ou se machucará devido ao excesso de trabalho. Ao menos pisar no local e sua motivação vacilará.

Nada disso tem que ser. Freqüentemente, não é sua vontade ou seu compromisso. Às vezes, o exercício simplesmente não é adequado para você. Nosso treinamento de volume individual pode lhe dar um primeiro passo. Isso é muito informativo para pesquisar a distribuição das fibras musculares em seu próprio corpo. Junto com seu tipo de corpo, você já tem um grande guia para a direção que seu treinamento deve seguir:

/ planos de treinamento / construção muscular avançada / treinamento de volume individual

Erro nº 2 – mudar sua estratégia com muita frequência

Muitas vezes acontece que os planos de treinamento não são aplicados de forma consistente o suficiente. Sempre se busca exercícios e planos ainda melhores. Pode acontecer facilmente que você não consiga alcançar nenhum sucesso, porque você precisa de uma abordagem consistente para avançar passo a passo. No entanto, não confunda ser consistente com teimoso. Realizar um plano a qualquer custo que não caiba de trás para a frente seria o outro lado da moeda. Portanto, você precisa aprender a diferenciar se algo está fundamentalmente “errado” e precisa ser mudado imediatamente, ou se você está simplesmente impaciente.

Basicamente, você deve manter os planos de treinamento enquanto eles forem bem-sucedidos. Mesmo que normalmente signifique que você deva mudar seu plano após aproximadamente 8-12 semanas, se for realmente bem, então continue com ele, os sucessos falam por si. Se chegar a um platô, não jogue o grão imediatamente. Recue sobre os pesos ou faça uma pausa de 1 semana. Se o plano simplesmente não der certo, então é realmente hora de mudar. Achamos que você sabe de quais armadilhas estamos abordando e como proceder. Fazer alterações muito rapidamente pode borrar tudo e você nunca descobrirá por que isso não funciona. Ao mesmo tempo, é claro, uma abordagem excessivamente limitada não faz nenhum sentido. Nenhum plano no mundo deve ir além do bom senso e da eficácia que ocorreria por meio de mudanças significativas! Claro que também existem alguns iniciantes que treinam totalmente “focinho livre”. Os exercícios divertidos são treinados e, caso contrário, a visita ao estúdio não visa objetivos mais elevados. Você deve evitar isso em qualquer caso e proceder bem pensado e com um plano. Como regra geral, o plano não deve restringi-lo, mas certamente oferece um tema central. Portanto, encontre a fronteira entre a liberdade no treinamento (por exemplo, um exercício a mais do que você pensava, porque realmente se encaixa no momento!) E um treinamento que é feito de forma absolutamente livre e sem nenhum sentido ou razão! que ocorreria por meio de uma mudança significativa! Claro que também existem alguns iniciantes que treinam francamente “focinho livre”. Os exercícios divertidos são treinados e, caso contrário, a visita ao estúdio não visa objetivos mais elevados. Você deve evitar isso em qualquer caso e proceder bem pensado e com um plano. Como regra geral, o plano não deve restringi-lo, mas certamente oferece um tema central. Portanto, encontre a fronteira entre a liberdade no treinamento (por exemplo, um exercício a mais do que você pensava, porque realmente se encaixa no momento!) E um treinamento que é feito de forma absolutamente livre e sem nenhum sentido ou razão! que ocorreria por meio de uma mudança significativa! Claro que também existem alguns iniciantes que treinam francamente “focinho livre”. Os exercícios divertidos são treinados e, caso contrário, a visita ao estúdio não visa objetivos mais elevados. Você deve evitar isso em qualquer caso e proceder bem pensado e com um plano. Como regra geral, o plano não deve restringi-lo, mas oferece um tema central. Portanto, encontre a fronteira entre a liberdade no treinamento (por exemplo, um exercício a mais do que você pensava, porque realmente se encaixa no momento!) E um treinamento que é feito de forma absolutamente livre e sem nenhum sentido ou razão! Os exercícios divertidos são treinados e, caso contrário, a visita ao estúdio não visa objetivos mais elevados. Você deve evitar isso em qualquer caso e proceder bem pensado e com um plano. Como regra geral, o plano não deve restringi-lo, mas oferece um tema central. Portanto, encontre a fronteira entre a liberdade no treinamento (por exemplo, mais um exercício do que você pensava, porque realmente se encaixa no momento!) E um treinamento que é feito de forma absolutamente livre e sem sentido ou razão! Os exercícios que são divertidos são treinados e, caso contrário, a visita ao estúdio não visa objetivos mais elevados. Você deve evitar isso em qualquer caso e proceder bem pensado e com um plano. Como regra geral, o plano não deve restringi-lo, mas oferece um tema central. Portanto, encontre a fronteira entre a liberdade no treinamento (por exemplo, mais um exercício do que você pensava, porque realmente se encaixa no momento!) E um treinamento que é feito de forma absolutamente livre e sem sentido ou razão!

Se você não tem uma estratégia de treinamento, ficaremos felizes em criar seu próprio plano de treinamento individual para você

Erro # 3 – Exercitar-se muito ou muito pouco

Podemos encontrar ambos no treinamento. Alguns atletas se esforçam ao máximo de tal forma que os sucessos fracassam devido à sobrecarga. O sistema nervoso fica em choque e não consegue mais manter seu desempenho ou fornecer sempre a próxima sessão de treinamento. Este estagiário reage com o lema: “Parece muito frouxo” e, figurativamente falando, cava a própria cova. Ele não vê que seu treinamento está muito duro, mas assume que ainda falta compromisso. O oposto disso é aquele que evita o estresse. Ele para porque “parece” muito difícil para ele. É claro que esse atleta ficará abaixo de seu potencial, mas pelo menos será poupado do overtraining. Este limite não pode ser descrito em palavras e é preciso experiência para determinar

O próprio corpo define o limite. Qualquer pessoa que tenha um bom instinto corporal sabe quando é o suficiente. Somente uma vontade excessivamente zelosa pode então forçar o corpo a neutralizar seu “não” com mais estresse, o que, é claro, se expressará negativamente (por exemplo, músculos doloridos mais duros, lesões, treinamento excessivo, etc.). Com o segundo tipo, acontece mais que o corpo está longe de estar no limite, mas a vontade está definitivamente. Às vezes é difícil distinguir se você atingiu o limite mental ou fisicamente. No entanto, qualquer atleta avançado pode distinguir claramente esses dois sentimentos. Também achamos muito importante reconhecer se você realmente atingiu seus limites reais, que devem ser respeitados, ou se você está realmente apenas tímido para a próxima repetição porque é um bloqueio mental.

Erro # 4 – Não fazer os exercícios corretamente

Uma técnica bem executada vale seu peso em ouro, porque afinal os músculos devem ser destacados. Simplesmente mover um peso de A para B diz tão pouco sobre a qualidade quanto o peso usado. A técnica deve vir dos músculos. O mínimo de balanço possível, para que as fibras musculares também trabalhem e não o resto do aparelho ligamentar. Em qualquer caso, você deve aprender a técnica correta com cada exercício. Concentre-se em cada exercício e tente torná-lo o melhor possível para seus músculos. Ao sentir os músculos, você perceberá se está simplesmente fazendo um exercício ou se está realmente atingindo o músculo “bem no meio”.

Com a segunda abordagem, você pode realmente sentir o músculo crescendo durante a sessão de treinamento! Outra vantagem de um exercício limpo é, obviamente, que você se protege de lesões. É claro que exercícios executados incorretamente sempre envolvem o risco de lesões abruptas devido ao impulso e à falta de tensão nos músculos certos. Portanto, você estará fazendo um grande favor a si mesmo se não apenas acertar o ferro o mais rápido possível, mas também o fizer com coração e vigor, a fim de desenvolver todo o potencial de cada exercício. Especialmente com grandes exercícios como agachamento e levantamento terra, a técnica certa pode fazer toda a diferença que separa o sucesso do fracasso!

Erro # 5 – Muito peso

Usar muito peso força o atleta a usar uma técnica impura, que acabamos de abordar no ponto 4). Também não faz sentido escolher um peso maior do que você pode controlar. Além do risco aumentado de lesões, você simplesmente precisa de mais impulso, e é por isso que o estímulo efetivo em suas fibras musculares nunca é maior do que com um peso baixo, às vezes até menor. No entanto, seu aparelho ligamentar deve ser capaz de suportar o grande peso. Portanto, grosso modo, você não está fazendo nenhum favor a si mesmo ao escolher pesos excessivos. É melhor trabalhar de forma limpa e com pesos adequados e treinar passo a passo para cargas maiores!

Erro # 6 – quantidade em vez de qualidade

Você prefere 30 ou 40 frases? Esta pergunta é feita com frequência no estúdio. Infelizmente, o número de frases não diz nada sobre a qualidade. Muitos iniciantes acreditam que o músculo realmente cresce em números. Mas musculação não é matemática e pesos, números de frases, etc. são apenas um meio para um fim. Realizamos o número qualitativo de séries necessárias para distender o músculo sem sobrecarregá-lo. Isso pode ser 6 sentenças, outros precisam de 12. Casos especiais podem até sobreviver com 4 sentenças. Todos podem descobrir isso apenas por si mesmos. O fato é, entretanto, que as sentenças devem ser qualitativas e que os números são de importância secundária. 40 sentenças inferiores executadas “às cegas” irão inflamar no máximo os músculos, mas às vezes dificilmente levam a um estímulo ideal.

Portanto, sempre tenha em mente que o treinamento é mais sobre qualidade do que quantidade. Obviamente, podemos dar os parabéns àqueles que, evidentemente, têm a tolerância de carga adequada para realizar treinos de volumes extremamente elevados com a máxima qualidade! Claro, este é apenas o caso de atletas excepcionais e, portanto, você deve aceitar seus limites físicos e, em vez disso, fazer 5 séries limpas para o bíceps do que 15 séries sem qualidade!

Erro # 7 – Ouvir os outros em vez de seu próprio corpo

Principalmente no início é importante mergulhar no conhecimento para ter uma noção de treino, corpo próprio, nutrição e musculação. Com o tempo, entretanto, a experiência cresce e então, lenta mas seguramente, é hora de combinar experiência, conhecimento, etc. com a própria intuição do corpo, que sabe melhor o que é necessário para alcançar grande sucesso. Mas primeiro é preciso saber “ler” essa intuição e isso requer muita experiência.

Portanto, no início, você pode seguir estratégias e planos testados e aprovados de acordo com seu tipo. Mais tarde, como eu disse, será hora de superá-lo. Cada profissional tem uma noção absoluta do que ele precisa pessoalmente. Esse sentimento também é necessário, caso contrário, não teria tanto sucesso. Uma grande armadilha, claro, é que pode haver bloqueios mentais que nem sempre confiam nesse conhecimento ou não o implementam. Portanto, planos consistentes também fazem sentido para os profissionais, principalmente se forem criados em momentos de absoluta precisão e clareza. A vantagem disso é que você pode seguir seu próprio plano, mesmo em momentos de estresse. Isso pode ser ilustrado pela sensação de sede. Quando você tem um dia sem estresse, seu corpo relata com uma sensação de sede,

A coisa toda parece diferente no trabalho quando é estressante. Horas depois, exausto, você percebe que quase não bebeu nada hoje. A intuição, a sensação de sede sempre esteve lá, mas você ignorou. É precisamente neste ponto que um lembrete ajuda, por exemplo, para beber um copo de água a cada hora. Lembre-se de que o contato com sua intuição diminui à medida que diminui o seu nível de estresse. Portanto, não faz sentido se estressar no planejamento, pois assim você não teria tanto sucesso quanto se tivesse elaborado seu plano em paz e com muito cuidado! O cerne deste ponto, no entanto, é que mais tarde você deixará de se confundir com os outros e com seus conselhos. Sinta-se à vontade para ouvir e pensar no que os outros têm a dizer.

Mas se as sugestões se revelarem absurdas para você pessoalmente, deixe-as em paz. Sempre verifique o conselho de outras pessoas para ver se é adequado e necessário para o seu corpo! A maioria deles fala apenas por si e pelo que os levou ao sucesso. Na mesma medida, você também acredita que agora é o caso para todos os outros seres humanos. Claro que não é assim, pois cada pessoa é diferente!

resumo

Neste artigo, você aprendeu sobre os erros mais comuns que podem acontecer não apenas com iniciantes, mas também com profissionais. Ter isso em mente e verificar onde você está tem a grande vantagem de poder evitar armadilhas com antecedência ou, se já tiver acontecido, você pode mudar sua estratégia o mais rápido possível! Se você tiver alguma dúvida sobre este artigo, a equipe Sportnahrung-Engel ficará feliz em ajudá-lo e aconselhá-lo a qualquer momento!

Similar Articles

Comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Mais populares